Textos

MEU JEITO DE AMAR

O Meu Jeito de Amar
- Fátima Irene Pinto -

Não quero mais drama nem sofrimento,
Antes, quero crescer na alegria e no transbordamento.
Não quero mais declinar melindres e impossibilidades,
Antes, quero um amor cuidado, partilhado, pleno de mutualidade.
Não quero mais invejar casais de namorados,
Não quero mais caminhos sinuosos, afunilados,
Quero o amor que chegue e que se faça ousado,
Que irrompa nas curvas deste meu corpo esfomeado.
Não quero mais desperdiçar anos valiosos da minha vida,
Não quero mais sentimentos insustentáveis de desvalia,
Quero falar de alegrias e de palpáveis devaneios,
Quero o homem amado,saciado, repousando nos meus seios!

No Livro "Momentos Catárticos"

Nota: Este poema encontra-se editado de forma incompleta por terceiros no Recanto das Letrase na Usina de Letras.

Fátima Irene Pinto
Enviado por Fátima Irene Pinto em 28/08/2008
Alterado em 11/06/2009

Música: Evergreen - B.Streisand

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr